13/04/2017

No estúdio de Rebeca Prado


Na segunda entrevista da série No estúdio, quem abre as portas e mostra seu espaço de trabalho e conta um pouco mais de si é a talentosa e querida, quadrinista e ilustradora, Rebeca Prado!

1 - Em quais projetos está trabalhando atualmente?

Bom, estou trabalhando em um projeto relativamente secreto, com outros dois quadrinistas. Mas vamos divulgar em breve! Tirando isso, estou tentando trabalhar mais nos meus estudos de ilustração, artes comissionadas e demandas editoriais. Em breve pretendo voltar a produzir quadrinhos mas, por enquanto, estou dando uma pausa.



2 - Quais são seus instrumentos de trabalho e técnicas mais utilizadas?

Eu uso, principalmente, aquarela. Então eu tenho algumas aquarelas variadas, mas a que eu mais uso é um estojo da Schmincke. Também tenho alguns pincéis, não muitos. Além da aquarela, eu uso bastante lápis de cor e pastel seco, para finalizar alguns trabalhos. Também uso muito guache, tenho alguns da Talens. Tirando isso, uso muito grafite mesmo.



3 - Quem são seus autores de referência?

Depende da época. Existe uma fluidez muito grande nas referências que eu uso. Ultimamente eu tenho acompanhado vários ilustradores no Instagram e tentado me prender menos a um único estilo. Tirando isso, eu tenho uma prateleira bem cheia de livros que uso pra consultar de vez em quando.




4 - Tem algum “ritual” antes de iniciar a desenhar? Qual a sua rotina de trabalho?

Hum, nunca reparei isso. Eu tenho um horário produtivo que começa, geralmente, por volta de 11 da manhã e se estende até umas 21h. Mas eu costumo acordar relativamente cedo, então faço algumas tarefas domésticas antes de começar a trabalhar. No processo de produzir mesmo, eu não tenho muitas questões. As vezes coloco música, as vezes não. As vezes sigo conversando com meus amigos pela internet, as vezes não. Depende do meu fluxo no dia. Acho que meu único “ritual” é arrumar minha mesa. Deixo tudo organizado, para facilitar o processo.



5 - Quais são os autores que devemos ficar de olho?

Muitos. E olha que eu tenho lido poucos quadrinhos. Mas vou recomendar dois internacionais e dois nacionais, pode ser? Pra ajudar a restringir. Internacionais: Noelle Stevenson e Sole Otero. Nacionais, eu vi que o Luciano (Salles) recomendou a Bianca e o Petreca, então vou recomendar outros, pra abrir o leque: Mika Takahashi e Bruno Seelig. Mas tem muita coisa legal rolando no mercado.


6 - Tem algum objeto preferido no seu estúdio?

Acho que não. Não tenho apego a muitas coisas. Mas minha aquarela é realmente importante, uma vez que produzo quase tudo com ela. Também gosto muito dos meus livros e dos meus vinis.