16/07/2014

Thor será uma mulher. E daí?

Às vezes eu fico pensando: "Faz sentido quem não lê HQ achar que somos (nós leitores) pessoas com algum problema mental". As notícias que chegam ao grande público são do gênero "Wolverine beija rapazes", "A mente de Octópus dentro do corpo de Peter Parker" e a mais recente "Thor será uma mulher".


A notícia veio pelo programa de TV, voltado para o público feminino The View (o que já nos leva à constatação de que isso é uma jogada violenta de marketing, afinal, é mais fácil do que criar boas histórias). A Whoopi Goldberg, apresentadora do programa, deu a notícia com as seguintes palavras:
"Thor, o deus do trovão, fez uma besteira e não é mais digno de portar seu martelo. Pela primeira vez na história, ele será de uma mulher. Isso mesmo. Thor é uma mulher!".
A Casa das Idéias falou um pouco mais sobre o assunto através do editor Will Moss:
"A frase no martelo de Thor diz que quem empunhar o martelo, se ELE for digno, terá o poder de Thor. Bem, é hora de mudar esse texto", disse Moss, "O novo Thor continuará a tradição da editora de fortes personagens femininas como Capitã Marvel, Tempestade, Viúva Negra, entre outros. E a nova Thor não é uma substituta temporária - ela é a única deusa do trovão, e é digna do título!" 

Será que realmente é necessário fazer uma coisa dessas para atrair o público feminino aos quadrinhos?  Quem sabe não seria mais interessante quebrar o maldito esteriótipo apelativo de peitão e bundão antes disso?

Essa é apenas a minha primeira impressão, já que estou falando de algo que ainda não li (o que é um perigo), talvez Jason Aaron (roteiro)Russell Dauterman (desenhos) consigam transformar essa jogada de marketing em uma boa história (Melhor seria se o caminho fosse o inverso).

Gostaria de saber a opinião dos leitores e, principalmente, das leitoras da Quadrinhosfera sobre o assunto.


Compartilhe este post:

Facebook Twitter Google