16/01/2013

Amazing Spider-Man #700 é a edição mais rentável do século - Como pode?!

Enquanto me atualizava sobre as novidades dos quadrinhos para dividir algo interessante com você amigo leitor, escutava músicas em um programa matinal, muito bem, o radio foi desligado. Preciso de concentração para falar sobre o assunto. Vamos lá!

Sinceramente, e você que lê a Quadrinhosfera com frequência sabe, prefiro deixar minha opinião em segundo plano, prefiro expor o cenário dos quadrinhos e o leitor que tire suas próprias conclusões, mas hoje farei um pouco diferente. 

Amazing Spider-Man #700 é a edição mais rentável do século!(?)

Há algum tempo que os fãs do Homem-Aranha estão frustrados com o rumo das histórias do personagem, até mesmo pessoas que não são fãs de carteirinha, mas gostam de quadrinhos, também sentem-se assim, basta dizer que na nova revista do personagem o Aranha passa a ser Octópus e não mais Peter Parker. Até aí tudo bem, o roteirista não fez lá o que se esperava em termos de qualidade, e chegou a temer pela própria vida pelas ameaças advindas da rejeição dos leitores, até aí tudo bem (fã de quadrinhos dificilmente mata um roteirista, ainda bem). 
Então a (desapreciada por muitos, ou até pela maioria dos fãs) edição de número #700 chega às bancas norte americanas e torna-se O SUCESSO DE VENDAS DO SÉCULO XXI. 
Perdoe-me se a minha lógica é falha, mas pense comigo: se a maioria dos fãs reclamou sobre o que aconteceria na edição e as escolhas do autor, como pode esta edição ser a mais rentável do século e vender mais de 200 mil unidades rendendo a cifra de 1,6 Milhões de dólares?
Creio que de duas uma: se reclamar de uma HQ não compre a edição, ou então se você está curioso o suficiente para comprar a edição não reclame do roteirista ou da história da edição, porque se você se sente assim  o roteirista cumpriu lindamente com seu papel de atrair o público.
Enfim, desculpe meu desabafo, mas pense no que representa o ato de compra para um mercado como o de quadrinhos, em 10 anos quando olharem para trás teremos o panorama com a edição mais rejeitada, também sendo a mais rentável, alguém me explica isso...

Luan Zuchi