Quadrinhos Undergrounds (Parte 1 de 2)


Crônicas: por Luan C ZZuchi.

Vou me arriscar a falar deste assunto. Sim vou tentar. Quadrinhos Undergrounds, para aqueles que não sabem, são aquele em que a ideia de roteiro e arte foge ao padrão estipulado pelas grandes vendas das, também, GRANDES editoras. Por vezes, não raras, o underground é a HQ autoral independente, aquela em que um artista por vezes sem o reconhecimento merecido atreve-se a lançar-se por si só na batalha dos quadrinhos.  Um maluco, (todos que fazem quadrinhos o são em pequena ou grande quantidade, e por isso HQ é legal) tira dinheiro do próprio bolso, ou despensa tempo e sola de sapado em busca de patrocínio, enfim consegue algum dinheiro, nada muito grande (hoje você paga mais de 20 reais para registrar uma HQ). Com esse escasso dinheiro o destemido herói dos quadrinhos (esse sim um herói sem capa, nem roupas justas, muito menos músculos salientes) procura uma gráfica. Torra todo aquele dinheiro, que conseguiu arrecadar com patrocínio, ou árduo trabalho, para fazer uma tiragem (muito) limitada, vai pra casa e reza (ou não no caso dos Ateus) para que alguém compre seu trabalho, para que assim não tenha prejuízo, pois o único lucro é o contentamento em fazer o que gosta. No máximo conseguirá empatar o dinheiro gasto com a gráfica e ficará contente com isso.

Esse é o espirito do underground! Sem recurso algum fez com que pessoas lessem o que escreveu e admirassem o que desenhou. Não ganhou nada imediato, mas quem sabe algum editor esteve entre seus leitores, quem sabe...



CONTINUA...




Postagens mais visitadas