No estúdio de Luciano Salles


O post de hoje é o primeiro do que (eu espero) se tornará uma série de entrevistas aqui na Quadrinhosfera. 


Sempre curti os posts feitos pelo site italiano fumettologica.com onde quadrinistas são convidados a mostrar seus ambientes de trabalho (link para os posts de lá http://www.fumettologica.it/rubriche/tavolidadisegno/ ). Meio adaptando e meio copiando o modelo de entrevistas dos italianos, resolvi iniciar a versão BR deste "experimento".

Pra começar, o amigo Luciano Salles nos mostra um pouco de seu processo e ambiente de criação.


Luciano Salles


1)      Em quais projetos está trabalhando atualmente?
Estou trabalhando nas páginas ELA, minha nova HQ. Esse trabalho é interrompido com ilustrações para a Folha de S.Paulo e as demandas da Memento 832, minha produtora cultural.


2 - Quais são seus instrumentos de trabalho e técnicas mais utilizadas?
Meus instrumentos de trabalho cabem em um estojo. Não preciso de muito. Tenho alguns poucos pincéis para trabalhar com o nanquim. Um computador. Um celular.


3 - Quem são seus autores de referência?
Para trabalhar em ELA estou com o exemplar de “The Ghost in the shadow” e alguns “Sin City” na minha mesa.



4 - Tem algum “ritual” antes de iniciar a desenhar? Qual a sua rotina de trabalho?
Gosto de antes de começar a desenhar, ficar uns 10 minutos sem fazer absolutamente nada. Nada mesmo. Eu costumo acordar bem cedo para trabalhar. Acordo entre 4 e 4h30, tomo um banho, café e já vou direto para os desenhos. É o melhor horário que eu produzo. Vou direto até umas 11h, 11h30. Como acordo muito cedo, depois do almoço preciso dormir um pouco e retomo umas 15h e vou até umas 20h. 

Deixo o meu tapete de yoga estendido atrás da minha mesa. A cada hora eu paro e faço um asana com permanência para me alongar.



5 - Quais são os autores que devemos ficar de olho?
Vou ser sincero em dizer que tenho lido pouco quadrinho. Acho os desenhos do Guilherme Petreca bem bonitos e gosto muito do trabalho autoral da Bianca Pinheiro


6 - Tem algum objeto preferido no seu estúdio?
Não sou uma pessoa apegada a praticamente nada. Consumo muito pouco. Acho que já mudei tanto na minha vida que acabei desenvolvendo esse aspecto. Tudo é tão efêmero que eu sempre prefiro onde estou no momento. Acho que é isso.
  
Confira todas as entrevistas da série "No Estúdio" clicando AQUI!


Entrevista conduzida por:
Luan Zuchi

Postagens mais visitadas