Resenha de Parágrafo #9: QUADRINHOSFERA REPÓRTER - Outra Trindade

Curta nossa fan page!


Vindos de uma outra terra criada por Bruce Timm recentemente na animação Justice League: Gods and Monsters as versões de Batman, Superman e Mulher Maravilha não são mais as mesmas que conhecemos. Seriam eles a salvação do mundo? Ou apenas donos dele? Como se divertem? Como se reproduzem. Neste episódio saberemos tudo sobre as revistas spin off que funcionam como prequel desta animação envolvente e saborosa, mas cheia de mistérios.


Justice League: Gods and Monsters – Wonder Woman #1 

Publicado por DC Comics 

Ainda não publicado no Brasil 

Nota: 4 novos deuses numa escala de 10 (Darkseid não incluso)

História por: J.M. DeMatteis & Bruce Timm Arte por: Rick Leonardi & Dan Green 

Ideal para: Quem viu o filme e quer complementar

Queria tanto chegar aqui, dizer que estamos vendo uma HQ incrivelmente bem desenvolvida como a personagem original é atualmente, mas não. Infelizmente, a solo da Mulher Maravilha da JLGAM (que abreviação horrível), é só um quadrinho genérico para dar sentido ao longa que o inspirou. Não é que Bekka, neta do Pai Celestial dos Novos Deuses (aquela criação fantástica do Jack Kirby), é uma personagem ruim. O que é ruim é a forma piegas que a experiência antropológica da personagem para entender este novo mundo é mostrada. A narração em OFF, se torna um recurso banalizado e extremamente didático ao explicar a origem da personagem entendendo o leitor como ignorante. Tudo que tem na HQ em questão de enredo, se colocado de outra forma, seria muito atrativo. A luta inicial da protagonista com o jacaré dinossauro sei lá me deu um gás legal para querer ler, só para citar. Indico mais para complementar o que foi visto no filme, pois como leitura boa num é não.

Justice League: Gods and Monsters – Batman #1 

Publicado por DC Comics 

Ainda não publicado no Brasil 

Nota: 7 mil plaquetas numa escala de 10 mil

História por: J.M. DeMatteis & Bruce Timm Arte por: Matthew Dow Smith 

Ideal para: Emo/Gotico e fã do Batima

Para quem pensava que transformar o Batman em vampiro seria a coisa mais óbvia a se fazer vai levar um susto com a versão apresentada pelo Bruce Timm, MESMO. Esqueçam (não para sempre) Bruce, pais mortos e Blablablá. Aqui temos Kirk Langstrom, o cara que inventou o soro do morcego humano no universo regular da DC sendo um Batman conflituoso com uma moral questionável e tentando aceitar sua nova condição. Nesta prequência, o debate que esta faceta de Cavaleiro das Trevas tem consigo mesmo, conduz a história de forma ágil e pouco engessada que torna a experiência do leitor interessante até para quem não assistiu o longa, uma vez que o tom se difere um pouco explorando os laços pessoais do personagem. O Homem-Morcego ganha uma releitura com cara de lugar-comum, porém uma originalidade de uma das melhores versões alternativas do trevoso.

Justice League: Gods and Monsters – Superman #1 

Publicado por DC Comics 

Ainda não publicado no Brasil 

Nota: 8 S de esperança numa escala de 10 

História por: J.M. DeMatteis & Bruce Timm Arte por: Moritat 

Ideal para: TODO MUNDO!

Desta nova Trindade o Superman é meu favorito. Motivos para isso não faltam: ele é impulsivo, condescendente e zoddificado. Neste capitulo fica claro que o futuro líder da Liga tem um potencial que é bem explorado a medida que apresenta sua origem pelo ponto de vista de sua irmã [SPOILER] que ele deixou paraplégica [FIM DO SPOILER]. Hernan Guerra, nome terráqueo de Lor-Zod, poderia muito bem cair na agenda de mais um personagem que representa minoria só para representar mesmo, entretanto seu processo da absorção pela cultura latina é só um detalhe que acrescenta ao personagem uma reação reacionária no meio que vive. Não seria um Homem de Aço comuna, pois já fizeram até. Ele é só uma cara que quer usar seus poderes para mudar a situação a situação capitalista extrema que ele vive o que é algo que todo nós podemos fazer por que o mundo é ruim assim mesmo e.. melhor encerrar aqui e desculpe pelos problemas técnicos. 

Semana que vem tem mais. BOA NOITE!

Wendrick Ribeiro é estudante de publicidade, roteirista amador, trouxa barra otário, nerd old school, adorador de Deadpool e respira quando tem tempo.





Postagens mais visitadas