Resenha de Parágrafo #5 - Webcomics Strike

Curta nossa fan page!



Nesta semana, apenas resenhas de quadrinhos que podem ser lidos tranquilamente na tela do seu computador e no conforto do teu lar, trabalho que procrastina ou Wi-Fi do vizinho que você anda roubando. Esqueci de falar que é de GRÁTIS também e tem os links para ler nas resenhas? Bora ler então!

Zikas #1
Publicado online por Dracomics
Nota: 8 churro de banana com pé de porco numa escala com 10
História: Alessio Esteves e Raphael Fernandes 
Arte: Junior Ferreira
Disponível para a leitura em: http://goo.gl/2en0lM

Até hoje não sei ao certo o que significava o termo Zica direito. Entretanto gostei muito da definição que encontrei neste gibi digital da Dracomic. Um site. Zika.com para ser mais exato. Neste primeiro número conhecemos um orc e um hipster/CDF que fazem uns freelas, encontrado no bendito site em questão. A revista não é tão hilária como eu achava que seria, mas tem um humor sutil que adapta típicos acontecimentos cotidianos para um mundo onde orcs, zumbis e outros tipos de criaturas saídas de Warcraft vivem pacificamente(?) com humanos. O roteiro e a arte se alinham em 10 páginas muito bem desenvolvidas, numa história que parece ser longa pelo tanto de coisa que acontece. O único problema que tive em sua leitura é a disposição de muitos balões por quadro que pode causar confusão a um leitor mais novo fazendo com que troque as falas as vezes, mas nada que comprometa muito a leitura. E venha mais Zika, mesmo que eu não faça ideia do que isso significa, só que é um site.

Resistente #1
Publicado de forma independente online por Juliano Rocha
Nota: 6 tonelada numa escala de 10
História e Arte: Juliano Rocha
Disponível para a leitura em: http://goo.gl/KOzgmf

Resistente é um quadrinho sólido, que sabe muito bem onde quer chegar com um típico vigilante como protagonista. O personagem título, que é apresentado em todo decorrer da trama, sofre dos mesmos dilemas de um herói padronizado norte-americano, com o fator empolgante de se passar no Brasil. Mesmo a contextualização que ignora certos aspectos reais (algo plausível para uma ficção), a revista pode agradar pelas sacadinhas de roteiro que por exemplo, apresentam a origem do herói em uma consulta de psicanalise deixando as historinhas insonsa de origem, normalmente vistas no meio, um pouco mais interessante. Com ambientação boa e cenários bem executados, ainda falta ao personagem principal mostrar a que veio e para onde vai, já que parece bem genérico ainda, o fato do jovem Eduardo Oliveira lutar contra o crime, algo que pode ser resolvido em edições futuras. Para uma história número 1, Resistente resiste e cumpre na medida do possível uma introdução bem feita.

Quack #1
Publicado online por Dracomics
Nota 10 patinhos na lagoa numa escala de 10
História e Arte: Kaji Pato
Disponível para a leitura em: http://goo.gl/zsGT1Q

Gente, que quadrinho bom! Confesso que quando fui ler esta preciosidade não esperava que fosse me conquistar em menos de uma página. Personagens cativantes, humor na medida certa e até uma pequena quebra da quarta parede fazem de Quack, um mangá essencial para qualquer Otaku e leitor de quadrinhos. Posso estar me precipitando julgando como bom e mais para a frente me decepcionar, porém o espirito de uma boa aventura estilo Sessão da Tarde, com nuances de todo tipo de anime que vi na minha infância, só disso, uma das melhores coisas que andei lendo ultimamente. Olha que eu reli a revistinha que só(infelizmente) tem 10 páginas na web 3 vezes procurando algo que me desagradasse, mas o lance das bananas(coisa de gênio) e o patinho que usa várias palavras terminadas com “agem” fizeram o resultado desta busca impossível. E quack, que venha mais desta revista!

Já leu alguma e gostou? Então perde seu tempo em comentar aqui em baixo e me agradar um pouco vai. Até a próxima semana e não se esqueça de escovar os dentes crianças.



Wendrick Ribeiro é estudante de publicidade, roteirista amador, trouxa barra otário, nerd old school, adorador de Deadpool e respira quando tem tempo.


Postagens mais visitadas